segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Continua muito cedo, mas melhorou muito

Ontem a tarde em Criciúma mais uma vez tive a certeza que não há bicho-papão no Catarinense 2013, o AVAI que havia sido goleada pela apenas esforçada Chapecoense (isso mesmo, esforçada) foi a Criciúma e deixou acoado o "virtual CAMPEÃO CATARINENSE DE 2013). Sergio Soares tem méritos, viu que as coisas não saíram como ele queria e teve coragem de mudar o time.

Ouso a dizer que não vencemos por ineficiência do nosso setor ofensivo, é bem verdade que os atletas que lá atuaram se dedicaram e lutaram o tempo todo mas faltou qualidades. Defeitos antigos novamente concertados pelo craque do time, assim como na temporada passada quando Cléber Santana resolvia ontem foi a vez do maestro desfilar todo seu talento e fazer um golaço para pelo menos deixar um pouco mais justo a partida.

Continua cedo, são apenas 3 rodadas e 26 dias de trabalho mas o AVAI mostrou evolução e me agradou o jeito de atuar. Com pose de bola e jogando no campo adversário correu poucos riscos contra o Tigre. Tem peças importantes ainda para entrar, mas penso que Alê terá que suar muito para recuperar a condição de titular devida a boa atuação dos 2 volantes que ontem atuaram.

PORQUE ELE É O CARA?
Mais uma vez ontem Marquinhos bateu no peito e chamou a responsabilidade, na quarta feira depois daquela derrota vexatória o alemão foi um dos poucos que botou a cara e deu entrevistas dizendo que a Chapecoense mereceu o resultado e foi pouco. Ontem novamente comandou as ações e para finalizar fez um golaço. Marquinhos é a cara do AVAI, um prazer imenso vê-lo atuando com nossa camisa. Na hora da comemoração perto do torcedor o alemão explodiu, que venha o Juventus e que a evolução continue. sem deixar de ficar de olho nas manchetes, sexta feira pode ser dia de Cléber Santana na Ressacada!

2 comentários:

  1. Ta dificil o retoreno do CS10, ele entrou no jogo contra o volta redonda e entrou bem...

    ResponderExcluir
  2. Rubens Franzoni Wagner (Vulgo Binho)29 de janeiro de 2013 08:53

    Fiquei com medo quando percebi que o Paulinho nem estava no banco, deixando transparecer que aturaremos o Aélson por tempo indeterminado, espero também que o Rodrigo Thiesen não seja desenterrado como "A solução" para o problema de marcação do nosso meio, que na minha opinião ele foi na carona do verdadeiro responsável por arrumar a "meiúca" - Marrone. A conclusão que podemos chegar é que solução nem sempre está muito longe, pois os melhores em campo foram: Alef, Marrone e Marquinhos, todos da base Avaiana.

    ResponderExcluir